Mudanças entre as edições de "Reunião 4"

De Pontão Nós Digitais
(Encaminhamentos)
(Descrição)
Linha 13: Linha 13:
 
Fazemos uma rodada onde cara morador traz sua demanda para o grupo.
 
Fazemos uma rodada onde cara morador traz sua demanda para o grupo.
  
Anotamos todos os casos.
+
Ilma: Ela e o marido (Jucelino) estão construindo na rua Matador de boi e a obra foi notificada pois está sem projeto aprovado no IPHAN.
 +
Adrielle: Está construindo no fundo na casa de sua mãe (Peu), na rua do Bambolim, para morar com sua filha pequena. A obra não está aprovada no IPHAN.
 +
Dona Lúcia e Marido: possuem terreno na rua dos Negros e querem construir do zero. Afirmam que não tem condições de contratar engenheiro/arquiteto mas que existe a possibilidade de conseguir um profissional de são paulo, pois morava lá e o marido é de lá. Nos pergunta se é possível.
 +
Seu João: precisa de projeto para construir em terreno na Boa vista. João diz que tem uma amiga arquiteta perto de sua roça em outra cidade. Ele diz que Luciano lhe diz que ela não pode fazer o projeto pois não conhece os parâmetros de Igatu.
 +
Domingos: Precisa sair da casa que mora pois seus familiares vem de Feira para ocupar a casa. Tem terreno na rua Boa Vista e deseja construir ali.
 +
Dona Antonina: Dividiu sua casa em 3 para lhe auxiliar na renda, é aposentada. Ela mora com o neto. As casinhas resultantes da divisão não possuem quadro de energia e ela acredita que regularizando com o IPHAN vai consegui-lo. Existe uma plaquinha de madeira em frente a uma das casas, com os dizeres “Quartos para alugar”, ela menciona que precisa tirar pois o “IPHAN implica”.
 +
Dona Zenilda: Possui terreno perto dos Pombos. Precisa de projeto e diz que não tem condições de pagar. Recebeu o terreno como pagamento da patroa, Vania, da pousada pedras de igatu, por seus 20 anos de trabalho. Está esperando escritura do mesmo. Ela mora com o marido.  
  
 
Finalizamos a reunião agradecendo a presença de todxs.
 
Finalizamos a reunião agradecendo a presença de todxs.

Edição das 12h09min de 23 de março de 2020

Participantes

Equipe: Letícia, Maria das Graças

Moradores: Ilma, João Novaes, Dona Lúcia e marido, Adrielle, Domingos, Dona Antonina, Iraci, Nalvinha e Dona Zenilda que aparece ao final da reunião.

Descrição

A reunião ocorreu na Rua dos Negros, as 19:00hrs e teve o caráter informativo e de recolhimento de demandas dos moradores das ruas: Rua dos Negros, Rua dos Pinguelos, Rua da Boa Vista e Travessa da Boa Vista.

Iniciamos a reunião explicando nosso objetivo com a reunião, explicando nosso trabalho e as frentes do projeto. Explicamos que, por não conseguirmos atender a demanda de todxs, estamos fazendo reunião de rua em rua para levantar todos os casos demandados e assim, junto com a população , validar os casos mais urgentes.

Xs moradorxs trouxeram questionamentos a cerca dos processos construtivos em Igatu, queixas referentes ao descaso do IPHAN. Fazemos uma rodada onde cara morador traz sua demanda para o grupo.

Ilma: Ela e o marido (Jucelino) estão construindo na rua Matador de boi e a obra foi notificada pois está sem projeto aprovado no IPHAN. Adrielle: Está construindo no fundo na casa de sua mãe (Peu), na rua do Bambolim, para morar com sua filha pequena. A obra não está aprovada no IPHAN. Dona Lúcia e Marido: possuem terreno na rua dos Negros e querem construir do zero. Afirmam que não tem condições de contratar engenheiro/arquiteto mas que existe a possibilidade de conseguir um profissional de são paulo, pois morava lá e o marido é de lá. Nos pergunta se é possível. Seu João: precisa de projeto para construir em terreno na Boa vista. João diz que tem uma amiga arquiteta perto de sua roça em outra cidade. Ele diz que Luciano lhe diz que ela não pode fazer o projeto pois não conhece os parâmetros de Igatu. Domingos: Precisa sair da casa que mora pois seus familiares vem de Feira para ocupar a casa. Tem terreno na rua Boa Vista e deseja construir ali. Dona Antonina: Dividiu sua casa em 3 para lhe auxiliar na renda, é aposentada. Ela mora com o neto. As casinhas resultantes da divisão não possuem quadro de energia e ela acredita que regularizando com o IPHAN vai consegui-lo. Existe uma plaquinha de madeira em frente a uma das casas, com os dizeres “Quartos para alugar”, ela menciona que precisa tirar pois o “IPHAN implica”. Dona Zenilda: Possui terreno perto dos Pombos. Precisa de projeto e diz que não tem condições de pagar. Recebeu o terreno como pagamento da patroa, Vania, da pousada pedras de igatu, por seus 20 anos de trabalho. Está esperando escritura do mesmo. Ela mora com o marido.

Finalizamos a reunião agradecendo a presença de todxs.

Demandas

Foi-se falado na questão da regularização das casas frente a COELBA para que possam ter acesso a energia elétrica individualmente, sem precisar puxar de outras casas. Existe disseminada a ideia que o IPHAN precisa liberar para que a COELBA regularize as casas. Tanto dona Antonina quanto sua filha, Iraci, trazem essas questões.

Encaminhamentos

Resumo dos casos que foram apontados pelos moradores, seguidos das modalidades em que se enquadram cada um dos mesmos: PROJETOS DO “ZERO” - I; REPAROS - II; AMPLIAÇÃO - III; PASSIVOS DO IPHAN - IV; REGULARIZAÇÃO DE PROJETO PARA OBRA EM ANDAMENTO - V

Ilma V; Adrielle V; Domingos I

Voltar Reuniões