Mudanças entre as edições de "Terminal de Comandos - Shell Linux"

De Pontão Nós Digitais
(Nova página: Terminal konsole ativo no Debian Lenny fazendo uso do programa top Este artigo traz a lista dos comandos básicos usados para comandar ...)
 
Linha 1: Linha 1:
 
[[imagem:Gnome-terminal.png|thumbs|right|400px|Terminal konsole ativo no Debian Lenny fazendo uso do programa top]]
 
[[imagem:Gnome-terminal.png|thumbs|right|400px|Terminal konsole ativo no Debian Lenny fazendo uso do programa top]]
Este artigo traz a lista dos comandos básicos usados para comandar alguns dos programas essenciais dos sistemas GNU/Linux. Aprenda-os e você conseguirá usar seu sistema de modo muito mais fácil, útil e rápido, resolvendo problemas ou criando soluções para facilitar seu trabalho.  
+
Este artigo traz uma lista de comandos básicos usados para comandar alguns dos programas essenciais dos sistemas GNU/Linux. Aprenda-os e você conseguirá usar seu sistema de modo muito mais fácil, útil e rápido, resolvendo problemas ou criando soluções para facilitar seu trabalho.  
 
<br>
 
<br>
 
<br>
 
<br>

Edição das 18h46min de 9 de agosto de 2009

Terminal konsole ativo no Debian Lenny fazendo uso do programa top

Este artigo traz uma lista de comandos básicos usados para comandar alguns dos programas essenciais dos sistemas GNU/Linux. Aprenda-os e você conseguirá usar seu sistema de modo muito mais fácil, útil e rápido, resolvendo problemas ou criando soluções para facilitar seu trabalho.

Todo comando é necessariamente uma ordem a um programa que compõe o sistema e todo comando, desde o mais simples ao mais complexo, nos sistemas GNU/Linux atua dizendo o que um determinado programa deve ou não deve fazer, daí o nome comando.

Vamos usar como exemplo o interpretador de comandos Bash. O bash é um interpretador de comandos, uma espécie de tradutor entre o sistema operacional e o usuário, normalmente conhecido como shell. Permite a execução de seqüências de comandos direto no prompt do sistema ou escritas em arquivos de texto, conhecidos como shell scripts.

O sistema usado como modelo é o Debian Lenny com interface gráfica gnome. Para usar o interpretador de comandos em um sistema com interface gráfica, você poderá proceder de três maneiras. Escolha a forma:

  • Tecle alt + F2 e digite gnome-terminal. Um prompt de comandos irá se abrir;
  • Menu do sistemas vá para “aplicações” > “acessórios” > “terminal”;
  • Tecle alt + F1(ou F2, F3...até F6. Para voltar ao modo gráfico tecle F7).


É importante lembrar que boa parte dos comandos aqui descritos só podem ser executados com permissão de root.

Você pode testar os comandos a seguir seguindo os passos de demonstração a seguir e se por ventura algo não sair como esperado, você pode solicitar ajuda no Fórum. Basta fazer o cadastro de usuário.

Legenda das Categorias dos Comandos:

Rede-icon2.png - Comandos usados para controle e/ou exibição de informações dos serviços de rede do sistema.
Terminal.png - Outros comandos diversos.
Sistema-icon.png - Comandos usados para controle do sistema e/ou para exibição de informações a respeito do atual estado do sistema.
Editor-texto90px.png - Comandos usados para controle e uso de arquivos de texto.
Usuario-e-grupos.png - Comandos usandos para controle de usuários e grupos.

Lista Comandos GNU/Linux - A-Z
Cat. Comando Exemplo de uso

Usuario-e-grupos.png

addgroup – o comando addgroup adiciona um novo grupo no sistema.

root@debian-servidor:/# addgroup teste
Adding group `teste' (GID 1003) ...
Concluído.
root@debian-servidor:/#