Mudanças entre as edições de "VideoConferência"

De Pontão Nós Digitais
Linha 15: Linha 15:
 
[https://secure.wikimedia.org/wikipedia/en/wiki/Empathy_%28software%29 Empathy]: Novo Voip padrão do Ubuntu, suporta muuuitos protocolos de comunicação.  
 
[https://secure.wikimedia.org/wikipedia/en/wiki/Empathy_%28software%29 Empathy]: Novo Voip padrão do Ubuntu, suporta muuuitos protocolos de comunicação.  
  
[https://secure.wikimedia.org/wikipedia/en/wiki/Linphone Linphone]: Parece bem simples e usável. Funciona em celulares também.  
+
[https://secure.wikimedia.org/wikipedia/en/wiki/Linphone Linphone]: Parece bem simples e usável. Funciona em celulares também.
 +
 
 +
[https://secure.wikimedia.org/wikipedia/en/wiki/Twinkle_%28software%29 Twinkle]: Parece ter bastantes recursos, mas não vídeo.
  
 
<br> Outra ideia que poderia ser testada é a de usar um cliente SIP que use IPv6. Pelo que entendo, ele teria a vantagem de não precisar registrar em um proxy, como o servidor do Ekiga. Como os IPs no IPv6 são únicos e não mudam, todos poderiam se encontrar sem mediador nenhum.  
 
<br> Outra ideia que poderia ser testada é a de usar um cliente SIP que use IPv6. Pelo que entendo, ele teria a vantagem de não precisar registrar em um proxy, como o servidor do Ekiga. Como os IPs no IPv6 são únicos e não mudam, todos poderiam se encontrar sem mediador nenhum.  

Edição das 15h29min de 21 de julho de 2011

Estado da Arte

Procurando softwares livres já disponíveis para isso temos essas listas:

Softwares de VOIP

Video Conferências


Alguns que chamam a atenção são:

BigBlueButton: Próprio para ensino. Permite vídeo conferência e troca de slides e lousa.

Ekiga: Voz e vídeo. Estão pedindo ajuda com GStreamer. Repositório.

Empathy: Novo Voip padrão do Ubuntu, suporta muuuitos protocolos de comunicação.

Linphone: Parece bem simples e usável. Funciona em celulares também.

Twinkle: Parece ter bastantes recursos, mas não vídeo.


Outra ideia que poderia ser testada é a de usar um cliente SIP que use IPv6. Pelo que entendo, ele teria a vantagem de não precisar registrar em um proxy, como o servidor do Ekiga. Como os IPs no IPv6 são únicos e não mudam, todos poderiam se encontrar sem mediador nenhum.



Ekiga (compilação)

[1] Sources [2] Compiling Ekiga

  • Todas as versões apresentaram algum erro na compilação por enquanto, o autor do projeto prefere as mudanças em .diffs do que patchs.

[3]Vídeo Tentativa 1

EMpathy

Bibliotecas necessárias:

gnome-common >= 2.3.0
gettext
libglib2.0-dev
gtk-doc-tools
libxml2-dev
libtelepathy-glib-dev
libmissioncontrol-client-dev
libtelepathy-farsight-dev
libx11-dev
libgtk2.0-dev
libcanberra-gtk-dev
libgstreamer-plugins-base0.10-dev
libebook1.2-dev
libnotify-dev
libunique-dev
libgnome-keyring-dev

Métodos para obtenção das dependencias

primeiro de tudo:

$ sudo aptitude build-dep empathy

Esse comando instalará várias dependencias, mas nem sempre todas.

então tente para as que faltam:

@ sudo aptitude install <nome da dep>
ou
$ sudo apt-get install <nome da dep>

Eu particularmente prefiro o aptitude ao apt-get

caso ainda faltem dependencias, só pegando na internet e instalando manualmente =/

Compilação:

Video 1 - Primeira tentativa

Video 2 - Instalando Dependências

Video 3 - EMpathy Compilado

Estudos
O que é Vala

Vala é uma nova linguagem de programacão que tem como objetivo trazer características de uma linguagem de programacão moderna para os desenvolvedores GNOME sem usar uma ABI diferente comparado as aplicacões e bibliotecas escritas em C.

Valac, o compilador Vala, é um compilador "self-hosting" que traduz código Vala para código C e cabecalhos. Valac usa o sistema de tipo do GObject para criar classes e insterfaces declaradas no código-fonte Vala.

A linguagem Vala é parecida com C#, apenas com alguns ajustes para se encaixar melhor no C/GObject.

Valac produz código C e arquivos de cabecalho a partir de código Vala como se você tivesse escrito sua biblioteca ou aplicacão diretamente em C.

Uma boa IDE para desenvolver em Vala é o Mono-Develop