CMYK em Linux

De Pontão Nós Digitais

A partir de uma pesquisa sobre a utilização de ferramentas livres, rodando em sistema operacional GNU/Linux, chegamos nessa presente documentação de projetos para impressão com necessidade de separação de cores CMYK.

video resultante dessa documentação

instalando perfil de cores ICC

  1. Pegue os perfis pelo endereço http://download.adobe.com/pub/adobe/iccprofiles/win/AdobeICCProfiles.zip
  2. Na pasta raiz do usuário crie uma pasta com o nome ".color" e dentro dela "icc"
  3. Copie os arquivos .icc que estão dentro das pastas "CMYK Profiles" e "RGB Profiles" para a pasta icc

configurando perfil icc no Scribus

  1. abra o Scribus
  2. vá em Arquivo > Preferências > Gestão de Cor
  3. deixe os campos Imagens RGB, Cores sólidas RGB e Monitor em Adobe RGB (1998)
  4. deixe os campos Imagens CMYK, Cores sólidas CMYK em CMYK Euroscale Uncoated 2
  5. e clique em Aplicar > OK

OBS: No Brasil usamos o padrão europeu de tinta, por isso uma dica é utilizar o perfil "Euroscale", mais é bom consultar a gráfica antes, de qual é o padrão que eles utilizam (boa partes das gráficas utilizam Corel Draw e deixam o perfil ICC desativado e ele acaba assumindo um pseudo-perfil). Já o "Uncoated" é o tipo de papel, no caso papel offset comum. Se você quiser usar "papel couché" use coated e "newspaper" para papel jornal.

importando ilustração svg no Scribus e cores RGB para CMYK

Para importar uma ilustração/projeto de Inkscape no formato SVG basta ir em Arquivos > Importar > Obter arquivo vetorial > localizar o arquivo e OK

Após essa etapa sempre aparece a mensagem "Este arquivo SVG possui alguns recursos não suportados" (ainda que seja uma ilustração simples, sem muitos recursos, irá aparecer esse aviso), clique em OK para seguir. Se acaso você perceber mudanças na imagem importada, será necessário fazer ajuste no Inkscape ou diretamente no Scribus. Os problemas mais comuns são com recursos de transparência e será alertado na hora de exportar para PDF.

confirmação de separação de cores CMYK

As gráficas costumam utilizar o Adobe Reader Profissional para confirmar a separação de cores, em software livre podemos utilizar várias soluções, uma delas é diretamente no Scribus. Para isso vá em Arquivos > Pré-visualizar impressão > marque Mostrar CMYK > e marcando ou desmarcando cada cor você verá como está a separação, tanto para objeto em texto, vetorial e bitmap.

fechamento em PDF

Pelo Scribus é possível incorporar todos os objetos utilizado no pdf, como fontes, perfis icc e imagens. Além disso você pode adicionar instruções para a pré-impressão, como margem de impressão, marca de corte, marca de sangria, registro, barras de cor e informações do projeto. Para isso vá em Arquivo > Exportar > Salvar como PDF.

RIP

usando com gs (ghostscript) como RIP

gs -sDEVICE=tiffsep -dNOPAUSE -dBATCH -dSAFER -r200x200 -sOutputFile=chapa%08d.tif cmyk.pdf


créditos

  • Esse vídeo e documentação foram criados por Banto Palmarino;
  • Apoio: Pontão de Cultura Nós Digitais;
  • Esse vídeo foi realizando usando os aplicativos Inkscape (0.48.1), Scribus (1.4.0), qt-recordMyDesktop, Kdenlive (0.8.2.1), GhostScript, rodando sob a distruição Fedora (16);
  • Uma parte da pesquisa que resultou esse vídeo foi realizado com a ajuda de equipe da Maloca Gráfica Livre, nomeadamente Renaya Dhamas, Silas, Gabriel, Dona Maria, Moacyr;
  • A documentação original desse processo pode ser encontrado em http://docs.nkosi.org/Gr%C3%A1fica_Livre ;
  • A trilha sonora utilizada é copiado do software Frozen Bubble e são de autoria de Matths a.k.a Matthias Le Bidan;
  • Você pode baixar os fontes usado no video pelo endereço http://pub.nkosi.org/cmyk-linux.zip

Conteúdo liberado sob a licença Gnu-fdl.png GNU Free Documentation License 1.2