ARS

De Pontão Nós Digitais

página dedicada ao trabalho de Análise de Redes Sociais em andamento pelo labMacambira.sourceforge.net, IFSC/USP, IFT/UNESP, IPRJ/UERJ, CCNH/UFABC e outras instâncias civis e acadêmicas.

Rede de amizades de Renato Fabbri (facebook), ~820 amigos na época da coleta destas informações

1-amigos da igreja da esposa

Obtendo visualizações informativas de redes complexas através de aplicação de forças

2-amigos da graduação e relacionados

3-família por parte de pai e mãe

4-conhecidos do IFSC

5-conhecidos através do trabalho engajado em tecnologias sociais.

Em ’a’ está esposa, em ’b’ o irmão.


Rede de amizades de Thaís Teixeira Fabbri

Ensaio sobre o Auto-Aproveitamento

Acesse o ensaio, que resume e dá direções sobre métodos de coleta e difusão de informações, streaming de estruturas sociais, recomendação de recursos, ontologias participativas (OPS, OPa, OCD, OntologiAA, OBS e VBS) e métodos de triplificação de dados participativos.

Portal Federal de Participação Social

O Participa.br tem um resumo em sua própria página.

Caracterização topológica das redes de interação

Para entender como as interações se dão, propriedades gerais de redes de interação estão sendo observadas. No artigo sobre redes de interação com desenvolvimento temporal, foi constatada forte estabilidade, com uma componente principal cuja formação é praticamente constante de graus, forcas (totais e de entrada e saída) e betweeness. A segunda componente é fruto de assimetrias dos agentes, tanto nas interações totais na rede (entrada - saída) quanto nas direcionalidades das relações binárias. A clusterização, i.e. formação de comunidades, foi verificada como integrante da terceira componente principal somente, e isso em todas as listas. Este resultado (de estabilidade) pode ser específico para as 5 redes de emails estudadas, que caracterizam comunidades em si, ou algo mais geral das estruturas de interação, o que deve ser verificado em momento próximo. Um segundo artigo foi escrito mostrando especialização linguística nos diferentes setores conectivos primitivos: hubs, intermediários e periféricos. Neste caso há algumas conclusões notáveis, p.ex. os hubs produzem mais adjetivos, os periféricos mais substantivos.

Ontologia para coleta e difusão e informação e bens

Há uma nota histórica sobre as ontologias. Também há [www.participa.br/ontologia/ uma comunidade do participa.br dedicada para as ontologias] na qual devem circular informações pertinentes para os propósitos desta pesquisa.

Galerias de imagens

Agen Domino99 | poker online uang asli

Redes de emails

Interface para síntese de redes a partir das listas do GMANE, cada galeria, além das imagens das redes, apresenta diversas medidas em suas médias e desvios padrão. Está sendo usada e desenvolvida na pesquisa atual.

Também há uma preliminar interface para comparação entre redes diferentes, permitindo comparar topologias de fluxos de informação em listas diferentes ou mesmo da mesma lista, mas em momentos diferentes.

Redes do face

Redes de amizade do Facebook. São redes não direcionais e sem peso, cada rede é feita com as amizades de uma só pessoa. Nela, cada vértice é um amigo, estes amigos estão ligados caso sejam amigos entre si.

  • Economia Criativa Digital, 1727 membros (grupo do face). Imagem da rede formada. É a maior rede de grupo do face analisada até agora.
  • Ativistas da Inclusão Digital, 305 membros, 5417 amizades, Imagem da rede formada. É a menor rede de grupo analisada até agora. Rede de interações de 198 posts, 80 participantes e 280 interacoes.
  • Página da Lei Cultura Viva, rede bipartida com postagens e pessoas que curtiram. Aqui uma post do face tem as imagens todas: sem e com textos dos posts. Outro sem texto. Uma variação sem e com texto. Por último, uma variação desta última com texto.

Redes Sociais e Redes Complexas: Nas redes acima, os nós (vértices) são pessoas, as ligações (arestas) são relaçẽs de amizade no Facebook. A figura da rede proporciona uma noção intuitiva de coletivo e proximidade que não pode ser obtida facilmente se centradas no individuo. A mesma estrutura de dados que possibilita a representação da figura abre possibilidade de análises da rede que aponta funções dos individuos, comunidades, etc.

Processamento de Linguagem Natural (PLN) - 24/02/2013 até 11/07/2013

1) Contato com a literatura específica sobre cada nível clássico da PLN morfológico/lexical, sintático, semântico e pragmático/discurssivo. Está sendo escrito um resumo das leituras de PLN: títulos e descrições de 1 parágrafo. Títulos da disciplina SCC5908, Processamento de Língua Natural (ICMC/USP), escolhidos pelo Prof. Thiago Pardo. Transformar em geral sobre PLN linguisticamente motivado como pensado com Prof. Bento.

2) Documentos estão sendo escritos sobre experimentos, o instrumental em mãos e sobre uso combinado com Redes Complexas para Análise de Redes Sociais:

e autovetores observando as medidas que mais influem na diferenciação entre os estilos)

  • outras ideias, escritas ainda incipientes topificadas em um epad.

3) Descrição dos próximos passos e hipóteses: correlação entre medidas topológicas e linguísticas; dutos de passagem de informação pelas topologias de redes sociais. Uso de semelhanças entre textos, medições básicas. Estruturas de contrastes em comunidades e setores da rede com propriedades em comum.

Relatório 1 - do começo até 24/02/2013

Muitas outras consequências e resultados já foram atingidos, mas ficará para o segundo relatório.

Recursos computacionais

As tecnologias computacionais livres disponiveis exploradas até aqui(03/03/2013):

Python:

Outras linguagens:

  • Netlogo, ambiente de modelagem programável, roda em browsers comuns se precisar.

Programas:

Outros, talvez já testados mas ainda não aprofundados:

Repositório dos códigos utilizados:

   Scripts/Artigo/Figuras/Textos

Comparativo dos recursos computacionais disponíveis

Algumas das partes interessadas estão reunindo comparativos feitos por usos/testes. Disponível no pad:

Comparativos de tecnologias implementadas

Repositórios de recursos produzidos

Neste respositório de códigos (git) estão os scripts já feitos e utilizados neste trabalho, um artigo, figuras e ainda outros textos.

   repositório de códigos deste trabalho

Outras documentações produzidas

Outros espaços de documentação e discussão

Discussões relacionadas às redes

Espaco ainda mais aberto do que esta página de wiki, para rascunhos, pensamentos imprecisos, notas soltas, discussões de conceitos abordados nas pesquisas, etc:

   Conceitos/Rascunhos/Pensamentos/ETC

Fale com o Lab no IRC

  • Caso queira falar de redes direto com alguém da comunidade do Lab pelo IRC veja: IRC
  • Também há a lista de e-mail Google Groups: listamacambira@groups.google.com - [2]

Bibliografia Básica Adicional

Página Principal

Depois que ela carregar, aperte Ctrl+Shift+R para ter os videos atuais: Página da 'vaca do fim do mundo', acabou por se tornar uma referência social para a pesquisa e uma forma de arrecadar fundos. O blog do Lab Macambira fornece atualizacoes dos desenvolvimentos, naturalmente ordenadas no tempo, segundo o arquivo do Blog. (ultima 14/03/2013 - @Blog/Wiki)



Rede de interacoes da Coolmeia (facebook)
Elaboração artística de Pedro Rocha n3
Rede amizades do grupo "ciencias com fronteiras" (facebook)
Interacoes do grupo de economia (facebook)
Elaboração artística de Pedro Rocha n4 (facebook)




Agradecimentos

CNPq, IFSC/USP, PNUD/PNU, SNAS/SG-PR